O Rio de Janeiro é um dos destinos turísticos mais procurados no mundo. Suas atrações trazem muitos visitantes de outras partes do Brasil e também do estrangeiro.

Mas a cidade maravilhosa carrega consigo a reputação de ser uma cidade violenta, onde o perigo, o crime, espreitam em cada canto. Se é verdade que existem áreas muito problemáticas, o Rio não é necessariamente uma cidade mais perigosa do que muitos outros destinos turísticos.

Confira algumas sugestões para que sua visita ao Rio seja uma experiência agradável e sem problemas com a segurança.

Antes de mais, o visitante deve informar-se de quais as áreas da cidade a evitar, onde a incidência de crime é maior.

A Zona Sul do Rio é aquela que tem maior policiamento e, consequentemente, maior segurança. É na Zona Sul que se encontram, por exemplo, Copacabana, Ipanema, Botafogo e Flamengo.

No entanto, recomenda-se que o visitante evite as ruas mais pequenas e escuras dessas áreas depois de escurecer pois os bandidos tendem a procurar os turistas incautos nessas horas.

É importante não chamar a atenção com roupa, adereços ou materiais caros. O Carioca se veste de forma casual e o visitante é aconselhado a vestir igual. Passear pelas ruas com material caro torna a pessoa num alvo para os mal-intencionados.

Se pegar um táxi, certifique-se que é uma viatura oficial, com o nome da operadora bem visível na parte traseira.

Os táxis serão a melhor opção para se deslocar pela cidade mas o metrô também funciona muito bem.

Deixe seu passaporte no hotel e carregue consigo apenas uma cópia. Assim, se perder sua carteira não terá que arruinar suas férias tratando da obtenção de um novo passaporte.

No caso de ser abordado por um assaltante, não resista e entregue seus pertences. É melhor perder alguns objetos ou dinheiro do que arriscar consequências mais graves.